domingo, 19 de setembro de 2010

Último Vício (música)

enquanto o vento se põe ali na esquina
vejo o barco voar, em direção a multidão

e mais perdido que fim de arco íris
eu vejo o pote de ouro, esfarelar-ce na calçada da ilusão



disperso em outros tons, e andando em circulos
vejo calcar-me o caminho dessa perdição

de versos soltos, em disritimia
eu descontruo tudo no sintilar do coração


explode envolto em som e harmonia
descarrilhando o todo armado em profusão

enquanto o último vicio, aqui respira
o meu corpo sussurra por carinho e distração

através de paredes cristalinas
eu sinto o cheiro do novo, exalando em exaustão

pra relembrar do roteiro que vivemos
e recontar a história de romance em conversão


enquanto o vento se põe ali na esquina
o meu corpo sussurra por carinho e distração

será voce quem vai guiar-me para fora do caminho
dessa ilusão?

Nenhum comentário:

Postar um comentário